INVERSOR

 

(*). [De inverso + -or.]

Adj.     1. Que inverte; inversivo.

S. m.   2.  O que inverte.

           3. Eletrica.  Qualquer aparelho que converte corrente contínua em alternada.

           4. Eletrônica.  Amplificador que inverte a polaridade do sinal de entrada.

* Dicionário Aurélio

 

O indutor não “gosta” de variação brusca de corrente. No circuito ao lado com a chave fechada teremos um tensão no indutor polarizada conforme a fig.1. Ao abrirmos a chave o indutor gera uma F.C.E.M. ( força contra eletro motriz ) de polaridade inversa e amplitude tendendo para infinito. Isto ocorre em qualquer indutor, p.ex : enrolamento de um transformador, bobina de um relê, etc.. A fig.3 mostra a forma de onda no indutor. A parte superior seria com a chave fechada e a parte inferior é provocada pele FCEM. Para minimizarmos este efeito colocasse um diodo polarizado inversamente em paralelo com a bobina.

 

Note que a área da onda quadrada gerada pelo inversor é maior que a área da senoide, ou seja, ao alimentarmos uma carga projetada para trabalhar com uma senoide, com uma onda quadrada de mesma frequência e amplitude , estamos fornecendo  mais  energia  que a carga necessita.  Esta sobra de energia é desperdiçada pela carga. Como o inversor é alimentado  por bateria estamos diminuindo a autonomia do sistema.Podemos gerar uma onda quadrada com a mesma amplitude, frequência e área de uma senoide. Se a largura deste pulso for fixa, a energia enviada para carga ira variar conforme a quantidade de carga e tensão de bateria. Alguns inversores usam a tecnologia PWM (Pulse Wave Modulation - Modulação por largura de pulso), que através de uma amostra da tensão de saída do inversor ira variar a largura do pulso enviado para base (gate) dos transistores de potência. Existem varias formas de variar a largura dos pulsos.

 

Alguns fabricante utilizam circuitos integrados dedicados para gerar os pulsos do inversor. Os mais comuns são ??3524, ??3525, ??493.

Estes circuitos integrados usam um comparador para variar a largura do pulso.

Ele gera uma dente de serra através de uma malha de resistor capacitor externa e compara com um nível DC proporcional a tensão de saída.

Veja no informativo técnico do 3524 para maiores detalhes

Algumas tipos de circuito de potência do inversor.

 

O 5º desenho é de um inversor em onda completa Q1 e Q4 estão saturados enquanto Q2 e Q3 estão cortados e vice-versa.  Note que a cor-

rente fluira pela carga em sentido oposto dependendo de quais transistores estão conduzindo. Os outros desenhos são de inversores em meia ponte, Só esta desenhado um braço, o outro é simétrico a estes.

 

 

Os voltimetros analógicos de bobina movel e digitais são ajustados para medir senoide.

As medidas devem ser feitas com voltimetro analógico de ferro movel ou digital TRUE RMS